fbpx

Medicina Ayurveda: conheça 06 ervas mais utilizadas nessa prática milenar

0

Por muito tempo, as plantas foram o único recurso disponível para prevenir e tratar diversas patologias. Afinal, não existiam médicos ou farmácias, então a população recorria aos curandeiros e ervas medicinais.

Com o tempo, o estudo científico foi se desenvolvendo e tivemos o aprimoramento da medicina e acesso aos fármacos. No entanto, o uso de plantas como forma de tratamento nunca foi deixado totalmente de lado, principalmente nos países do oriente.

Como exemplo, temos a Medicina Ayurveda, que vem se popularizando cada vez mais no Ocidente e conquistando adeptos no mundo inteiro. A seguir, saiba mais sobre essa área da medicina e qual a sua relação com as plantas. Boa leitura!

Mas afinal, o que seria Medicina Ayurveda?

A Medicina Ayurveda é o sistema medicinal mais antigo do mundo. Originária da Índia, ela nasceu há 5 mil anos e tem como premissa cuidar do corpo, mente e espírito do indivíduo.

Quando realizamos a tradução, fica bem evidente esse conceito. Em sânscrito, Ayur” significa vida, e “Veda”  significa conhecimento. Portanto, Ayurveda corresponde ao saber da vida humana.

Os terapeutas da Medicina Ayurveda compreendem que, quando temos um desequilíbrio energético causado por problemas emocionais, traumas físicos, hábitos ruins ou má alimentação, nosso corpo acumula toxinas que causam doenças.

Para evitarmos o adoecimento, é importante que nossos doshas estejam em equilíbrio. Os doshas, são nossos humores biológicos que permeiam o corpo. Eles resultam da combinação de 2 dos 05 elementos da Medicina Ayurveda  e são classificados em 03 categorias:

  • Dosha Vata (espaço e ar): relacionado às funções excretória e nervosa.
  • Dosha Pitta (fogo e água): relacionado às funções digestiva e metabólica.
  • Dosha Kapha (terra e água): relacionado às funções estruturais e lubrificação.

Acredita-se que todos possuem os 03 doshas, porém cada indivíduo os manifesta de forma diferente. Essa manifestação irá variar de acordo com a composição física da pessoa e o desequilíbrio emocional pelo qual ela está passando.

A Medicina Ayurveda considera que cada pessoa é única e possui sua própria composição, por isso o tratamento é individualizado. Caso você queira compreender como estão seus doshas, recomendamos procurar um médico ou terapeuta que atua na área.

Para quem é indicado?

Os saberes da Medicina Ayurveda podem ser adotados por qualquer pessoa, independente de ser saudável ou apresentar algum problema de saúde. Com essa prática, é possível nutrir o corpo da forma correta, fortalecer o sistema imunológico, aumentar a força e o relaxamento muscular e melhorar a circulação sanguínea.

Com a Ayurveda, também conseguimos prevenir alergias, diabetes, pressão alta, ansiedade, depressão e dores crônicas. Ademais, ela pode ser utilizada como uma forma de complementar os tratamentos propostos pela medicina tradicional.

Para o tratamento, a Medicina Ayurveda utiliza alguns pilares como: técnicas de respiração, sono, atividades físicas, sexualidade, alimentação e cura através de plantas e itens da natureza. As principais terapias são: massagens ayurvédicas, alimentação equilibrada e fitoterapia.

Neste artigo iremos focar na fitoterapia, que consiste no uso de plantas medicinais para o tratamento de doenças. Continue a leitura e conheça as principais ervas utilizadas na Medicina Ayurveda.

06 ervas mais comuns na Medicina Ayurveda

Até o momento, sabe-se de 200 espécies de ervas e 600 combinações diferentes que podem ser utilizadas para o tratamento ayurvédico. Aqui, separamos as mais conhecidas. Confira!

01. Ashwagandha (Withania somnifera)

A Ashwagandha, também conhecida como Ginseng Indiano, é uma erva adaptogênica. Isso significa que ela tem o poder bimodal de estimular ou acalmar o corpo, dependendo da necessidade do indivíduo.

Medicina Ayurveda: conheça 06 ervas mais utilizadas nessa prática milenar 1
O Ginseng Indiano (ou Ashwagandha) induz ao relaxamento, tendo ação ansiolítica.

A Ashwagandha é uma forte aliada no processo de rejuvenescimento e revitalização do corpo, conseguindo energizá-lo ao mesmo tempo em que acalma a mente. Além disso, diversos estudos comprovam que ela auxilia na diminuição do cortisol, no equilíbrio tiroidiano, proporciona proteção neurológica, alivia o estresse e combate a depressão e ansiedade.

02. Brahmi (Bacopa Monnieri)

A Brahmi, ou Gotu Kola – como também é chamada, desempenha a função de tónico cerebral. Acredita-se que ela seja capaz de melhorar a memória, estimular o foco e concentração, combater a doença de Alzheimer, e aumentar a capacidade cognitiva.

Alguns estudos também apontam que a Brahmi mostra-se muito eficaz na recuperação da memória de idosos e redução da ansiedade e depressão. Além disso, auxilia o sistema digestivo, imunológico e nervoso. No campo holístico, é conhecida por promover limpeza mental e ajudar a cultivar pensamentos altruístas.

03. Triphala

Sabe aquele remedinho que resolve tudo? Na Medicina Ayurveda, a Triphala desempenha esse papel! Ela consiste na mistura de três frutas indianas: Amalaki, Bibhitaki e Haritaki. Seu uso é recomendado para a limpeza interna e desintoxicação do corpo.

A Triphala auxilia na digestão, revitalização dos tecidos, absorção de nutrientes e redução do colesterol, pressão arterial e nível de estresse. Ademais, estudos demonstram que ela ajuda a reduzir a inflamação causada pela artrite e previne o desenvolvimento de algumas doenças cancerígenas.

Medicina Ayurveda: conheça 06 ervas mais utilizadas nessa prática milenar 2
A Triphala é, na verdade, uma mistura de três frutas indianas: Amalaki, Bibhitaki e Haritaki.

04. Neem ou Nim (Azadirachta indica)

O neem é muito utilizado na Medicina Ayurveda para a desintoxicação do corpo e melhora da circulação sanguínea. Com uma poderosa ação antiviral, repara o revestimento epitelial do intestino, aumentando nossa imunidade.

Essa planta também apresenta propriedades anti-inflamatórias, o que a torna uma grande aliada dos tratamentos de reumatismo, artrite e artrose. Por fim, acredita-se que o neem consegue melhorar a qualidade da pele, a tornando mais clara, e ajuda no combate aos males que atingem a cútis, como acnes, dermatite, herpes, furúnculos, picadas de insetos e eczemas.

05. Guggulu (Bauhinia variegata)

Na Medicina Ayurveda, a Guggulu é considerada a principal erva para tratamento da obesidade e redução do colesterol alto. Essa planta consegue realizar a purificação do sangue, eliminar as toxinas e limpar os triglicerídeos no corpo. Além disso, dizem que ela também é afrodisíaca e promove a produção de espermatozoides nos homens.

Quer conhecer outras plantas com poderes afrodisíacos? Clique aqui e leia nosso conteúdo exclusivo sobre o assunto!

06. Açafrão (Crocus sativus)

De todos dessa lista, o açafrão é o mais popular aqui no Ocidente. Mas, além de acrescentar cor e sabor aos pratos, ele consegue: melhorar a digestão, controlar o nível de açúcar no sangue e estimular o sistema nervoso.

Medicina Ayurveda: conheça 06 ervas mais utilizadas nessa prática milenar 3
O açafrão pode ser um aliado no combate á depressão.

Diversos estudos comprovam que o açafrão possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, mostrando-se mais efetivo e com menos efeitos colaterais do que alguns medicamentos tradicionais.

Além disso, existem outros estudos que indicam sua eficácia no tratamento de depressão e epilepsia. Quem diria que um condimento tão comum para nós, possui todas essas propriedades, não é?

Após a leitura, esperamos que você tenha conhecido um pouco mais sobre a Medicina Ayurveda e algumas plantas utilizadas nessa prática. Caso deseje começar algum tratamento, procure um médico ou terapeuta da área.

Lembrando que a Medicina Ayurveda pode caminhar junto com a medicina tradicional, promovendo resultados mais efetivos e melhor qualidade de vida para os pacientes.

Você conhece alguém que adota essa prática, tem ou teve alguma experiência nisso? Conte-nos! Escreva nos comentários, no fim da página!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More