Como plantar malva

0

A malva-cheirosa, como é conhecida, pertence à família Malvaceae. Ela é uma herbácea com importantes propriedades medicinais, sendo usada tanto para tratamentos curativos e paliativos de vários tipos, como para a alimentação.

Na Europa é encontrada campos agrícolas cultivados ou não, em terrenos baldios ou nas bordas dos campos. No Brasil ela precisa ser plantada.

Informações Técnicas

Porte

Cresce Até 1 m de altura, com 60 cm de amplitude.

Ciclo de vida

A malva tem um ciclo de vida bienal. Ou seja, demora 24 meses para completar o seu ciclo biológico.

No primeiro ano o seu desenvolvimento está, geralmente, limitado à fase vegetativa. Já no segundo ano de vida ela começa a sua fase reprodutiva. É durante este processo que acontece a floração e a formação das sementes. Depois disso ocorre a morte da planta.

Necessidades

Precisa de muita água. Ela resiste bastante ao frio (até -20°C).

Luminosidade

Precisa de muito sol, podendo ficar parte do tempo na sombra.

Propagação

Se você quiser plantar no primavera ou no verão, faça isso por estaquia de ramos novos. Já no outono, é recomendado plantar usando sementes.

Tipo de vaso

Use um vaso com boa profundidade, pois a malva tem raízes profundas.

Manutenção

Corte os ramos até as primeiras folhas no outono.

Partes usadas

Folhas jovens e flores.

Usos

A malva é apreciada como remédio e como hortaliça desde o século VIII a.c.

Esta planta é rica em vitaminas A, B1, B2. As folhas jovens são utilizadas em sopas e saladas.

Chá de malva

O chá de malva tem propriedades calmantes e auxilia na expressão, reduzindo a timidez. É também recomendado para quem usa a fala em sua profissão, pois ele ajuda a repor as energias no chacra laríngeo.

Para combater processos inflamatórios no rosto ou para aliviar dores de cabeça, podem ser feitas compressas com a malva.

Você pode ferver, por 10 minutos, 4 colheres de sopa de folhas e flores por litro de água. Este chá pode ser utilizado para combater bronquites.

Gargarejos podem ser feitos para combater a rouquidão, as faringites, gengivites, dores de dente e aftas.

Inalações podem ser utilizadas para a asma.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More