Como plantar funcho (erva-doce)

O funcho, também conhecido como erva-doce, é uma planta perene que se adapta a variados climas. Fortemente aromático, esta planta comestível é muito utilizada na culinária. Seu bulbo tem consistência e crocância que lembram um pouco o aipo. O seu aroma, no entanto, faz com que seja confundido com o anis.

É também utilizado em perfumaria e como aromatizante no fabrico de bebidas espirituosas.

Apesar de possuir origem indefinida, acredita-se que a erva-doce é originária da Ásia, onde é utilizada desde os tempos mais remotos. Alguns afirmam que ela venha da bacia do Mediterrâneo, pois neste lugar ela ocorre no estado silvestre.

Esta erva também é usada na medicina popular, para alívio de diversos males.

Informações técnicas

Porte

Apesar da erva-doce atingir até 2 m de altura, sua altura média é de menos de 80 centímetros.

Ciclo de vida

Perene, ou seja, planta de longa duração.

Manutenção

O ideal é cultivar plantas para colher sementes e outras plantas para colher as folhas, não fazendo as duas coisas na mesma planta. Isso porque é melhor não colher as folhas até que as sementes sejam colhidas.

Necessidades

Esta erva precisa de muita água, portanto a rega deve ser abundante. Mas preste atenção: O solo deve ser mantido sempre úmido, porém não pode ficar encharcado. Se a planta ficar com pouca água pode ser induzida a florescer precocemente.

É importante notar que o funcho não se dá bem com temperaturas extremas. Portanto cuide para que não receba muito calor nem seja exposto ao frio intenso.

Luminosidade

Precisa de bastante luminosidade, podendo receber um pouco de sombra ao longo do dia.

Propagação

O funcho não costuma resistir se for transplantado. Porém, se você for plantar em sementeiras, não deixe de fazer o transplante enquanto a planta ainda é bastante jovem, com mudas que não tenham mais que 4 folhas.

Se possível, faça a semeadura no local definitivo, nos meses de primavera ou de verão.

Tipo de vaso

É recomendado plantar em vasos grandes, com profundidade de pelo menos 30 cm. Isso se deve ao fato do funcho ter raízes que atingem grande profundidade.

Partes usadas

São usadas as sementes e as folhas.

Usos

Suas sementes são usadas em receitas de peixe, molhos, saladas, bolos e pães. As sementes secas são usadas para fazer chá, tanto para combater males de digestão e flatulência como apenas para degustação.

Já suas folhas, geralmente picadas, são usadas em pratos de arroz, molhos para massas, batatas e saladas.

Leave a Reply